quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Eu só queria dizer...


...BOM 2009!!! ;)




sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Então pessoal...

... o que é que o Tio Nicolau vos trouxe na noite de 24 p'a 25, ein?

Trabalhar depois do Natal...


quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Merry Miau!!!

Oraaaaaaaaaa... cá estamos, mais um ano, mais uma corrida às compras, esticar o dinheiro onde ele não pode ser mais esticado, esperar ansiosamente pelo dia 31, não por causa da passagem de ano, mas por ser o dia em que recebemos o vencimento.

De qualquer forma, ainda existe em mim um resquício de espírito natalício, não completamente anulado pela fúria consumista, pelas notícias da crise, pelos problemas familiares, por aquele amigo que anda chateado, pelas contas por pagar, pelas chatices no trabalho, pelo corropio cerebral "vou oferecer o quê a quem?".

Do fundo do meu coraçãozito bxano, seguem aqui os votos de um BOM NATAL, com muitos docinhos e muitas (boas) prendinhas =)


Merry Miau!!!



segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Canibalismos, ou digerir pessoas cruas faz mal ao estômago

Se eu fosse canibal, havia duas coisas que eu manteria fora da minha dieta: 90% dos funcionários das finanças, e funcionários do cobrador do fraque. Os primeiros porque são crus, e os segundos porque devem ser azedos, logo, sabem mal.


Fazer cobranças deve ser das coisas mais mais mais mais, percebem...mais? Enfim, deve ser chato. Uma amiga minha é advogada e está na parte das cobranças, e conta-me história inacreditáveis. Do género "não me lembro de ter feito esse empréstimo, sua #$/!!#"@&!" ou simplesmente "sua #$/!!#"@&!". Devem dinheiro e ainda ofendem. Giro. Muito giro. E depois dizem que os professores são a classe profissional que mais frequenta psicólogos. Deviam antes ser os cobradores de dívidas, só que a maior parte destes trabalham a recibos verdes, e não têm guito para fazer terapia. É mesmo assim, fazer terapia acaba por ser um sinal de bem estar financeiro. Pobre não faz terapia. Aliás, como costumava dizer um conhecido meu (brasileiro) - pobre não tem depressão, isso é doença de rico (em brasileiro: póbri não teim dépréssãum, isso é doênça dji rico).


Concordo mais ou menos com isto. Sei de pessoas que fazem um esforço tremendo para ter terapia - mas quem não tem guito, não tem e pronto, e sofre sozinho.


Isto no país da Europa em que mais se consomem anti-depressivos.

Não deveria o governo pensar em comparticipar umas consultazitas ao pessoal que não pode pagar...?


Obrigada.

Novidades!


sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Sobre o clip, e outros angueriadores de papelada

Preciso de comprar um telemóvel. O meu bichinho já tem 4 aninhos, e sofre de alzheimer. Preciso de um que dê para fazer e atender chamadas, que tenha visor a cores, que dê para tirar fotos, que dê para escrever mensagens, que tenha calculadora e calendário, e finalmente, que seja pequenito e anti-quebra. Fixe. Inventem um destes, vá!


Ah, já existe...


Mas não preciso de mp3, a sério, não. Eu tenho um mp3.

Nem de câmara de 5 mega pixels. Eu já tenho.

Quer dizer, não tenho, mas espero que o Pai Natal me traga este ano.


Queria que inventassem um coisa. Um telemóvel com carteira incorporada. Ou com clips. Eu ando sempre com papelada atrás, e guardo tudo o que sejam talões. Dava imenso jeito. Em vez de ter três carteiras com papeis, tinha três carteiras e um telemóvel.

E já agora, também com estojo de maquilhagem incorporado.


Senhores fabricantes de telemóveis, atentem nisto.

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Estou ausente porque não estou cá

Explica-me como se eu tivesse 4 anos, vá!



terça-feira, 18 de novembro de 2008

Crónica de umas picadelas

Passou-me assim uma coisa pela alembradura, e prontos, tive de ter a minha imagem de marca espetada nas costas. Coisa que só é possível através da técnica da tatuagem.

Pequeno pormenor:

...



...



...



- Eu, Bxana Margarida, tenho PÂNICO de agulhas!

Petit pormenor para quem quer fazer uma tattoo. Por isso, lá fui aterrorizadíssima a este porreiríssimo sítio, estômago feito num oito, olhos raiados de sangue de tanto medo. Vemos o desenho encomendado por mim dias antes, e mãos à obra.
Ele chama-me para o gabinete, e eu vou quase a arrastar os pés, enquanto a minha colega lá me ia dizendo: "Isto não dói nada, vais ver".


Impressão 1: - Meus amigos, se eu consegui fazer, toda a gente consegue! Miss needle-panic conseguiu!!! Muahahahahah!


Impressão 2: - Sim, aquilo faz impressão. Sim, aquilo dói. Sim, rangi os dentes até pouco faltar para fazer fissura. Mas, no fim, vale a pena.



Fica a imagem (desculpem não ser de melhor qualidade...)! Ainda está um pouquinho inchado, mas, ladies & gentelman, eis a marca da Bxana:



quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Silêncio, que se vai cantar o fado

Bxana diz:
eu canto mais um cadito
Pata diz:
espera
Pata diz:
vou aumentar o som do pc pra te ouvir melhor
Bxana diz:
a leeeeeeeeeeeeeeenda é antiga... mazá quem a conteeee...que desciaó mooooooonteeeeeeee
Bxana diz:
[pausa faducha]
Bxana diz:
uma rapariiiii-iiiii-iiiiga
Bxana diz:
[pausa faducha]
Bxana diz:
pr'a bebeeeeeeer.... na foooooonteeeeee
Bxana diz:
hã? que tal?
Pata diz:
mto bem
Pata diz:
sim senhora, isso tem futuro!

...
E assim se canta no msn.

sábado, 8 de novembro de 2008

Não há títulos de categoria para descrever este video

Deixo-vos com o videoclip mais espectacular!!!!!!!!!!! da música portuguesa.

Denote-se a qualidade dos esonteantes efeitos especiais. A categoria do Mimo anoréctico. E ar de James Bônda do Fernando Correia Marques. E a menina? Bem... a menina a tomar banho no meio das plantas da varanda também está muito bem.

Video FERNANDO CORREIA MARQUES - RENDIDO AO AMOR (1999) - FERNANDO, CORREIA, MARQUES, MUSICA, POPULAR


Ps: E aquela parte da troca de mãos do Mimo? Fantástica!:P

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

I have a dream

Esta noite sonhei que era apresentada à nova namorada do meu espécie de "ex", estando eu vestida de diabinha, corpete, mini-saia, e tridente na mão, olhos bem pintados de preto, e um sorriso rasgadíssimo em parte patrocinado pela Eristoff.
...
...
...
...
...
Ai, esperem aí. Desculpem. Isto aconteceu-me mesmo.
Espero que também tenham tido um bom Halloween!!! =)

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Halloween

Bom Halloween!!!



domingo, 26 de outubro de 2008

Expo Kitty

Este fim-de-semana, dias 25 e 26 de Outubro, foi a vez da Exposição Felina Mundial passar por Lisboa, mais precisamente pela sala Tejo do Pavilhão Atlântico. But of course, aqui a Bxana foi visitar os primos afastados :)

Visão geral da sala








Um pequeno tigre!



Uma bolinha de pêlo!


Uma menina, vencedora nata!



Mais uma pequenita bola de pêlo!


Este era mais "r' u tóking 2 me?"...



Suei as estopinhas para convencer este bxano a sair da caminha, mas em vão...


"Exposição de gatos? Ah, ya, acho que fui, mas 'tava de ressaca..." :P


A prima Bxana com os primos felpudos!



Um miau alemão (entendemo-nos em mianês)!




Ao início pensei que me ia fazer impressão ver os bichinhos enjaulados, mas volta não volta estavam ao colo dos donos, ou no palco em concurso, para além do facto de 70% estarem a dormir, portanto até sai de lá muito satisfeita...
Miaus!!!

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Another ringer with the slick trigger finger for Her Majesty...

Só só eu que acho que as músicas dos filmes 007 estão a melhorar?



Alicia Keys & Jack White - Another Way To Die, do filme "Quantum of Solace"

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Nova ausência

Desta vez é porque nos dias de semana, à noite, adormeço a ver a série das 20:30 (As Feiticeiras acabaram???), porque de dia não consigo postar (excepto à hora de almoço, o que se revela atrofiante porque coincide com a hora em que tenho fome), e porque aos fins-de-semana transformo-me num vegetal.

Assim, as ideias que deviam por no blog ficam para mim, e fico inchada, e acho que vou ter de passar a ir ao ginásio, caso não adormeça a ver TV às 20:30.

(As Feiticeiras acabaram???)

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Coisas (muito) elaboradas

Quer felicitar o André Sardet pelo brilhantismo da sua mais recente canção, "Adivinha o quanto gosto de ti". Atentem nesta maravilhosa poesia:
Gosto de ti desde aqui até à lua,
Gosto de ti, desde a Lua até aqui.
Gosto de ti, simplesmente porque gosto,
E é tão bom viver assim...
Tipo, aqueles poemas que a gente fazia no oitavo ano, a mando do professor de português... Sardet, sai lá da idade, do armário, vá...

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Notícias Bxanas

Pessoal fixe,
Se querem reportagens fotográficas à maneira, têm aqui um duo espectacular! Já os vi em acção, e fiquei maravilhada!:)
Demonstrações:
Qualquer tipo de cerimónia, contactem estes meninos, que são mesmo muito bons naquilo que fazem!!!
Um grande miau!

sábado, 27 de setembro de 2008

Birthday

E não é que a As 7 Vidas já cá andam há dois anos?

Parabéns, bloguito!!!

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Não é por nada...

...mas o Sr. da estação de correios onde costumo ir acabou de me perguntar se eu tinha Hi5.

!!!?!!!!!??!!!!!???????!!!!??????!!!?

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Como identificar dois nerds numa multidão?

Nemo: Aqueles bugalows... não te fazem lembrar as casas de Tattoine?
Bxana: Ya, pois é! Já me tinha lembrado disso também!!!



(E assumo desde já que até há bem poucos anos sabia falas do Regresso de Jedi de cor...)

domingo, 21 de setembro de 2008

Chatices

Nos dias de hoje, as criancinhas já não podem fazer nada. Catano.




Franqueza Bxaníssima

Bxana: Que achas destes, mãe?



E abano-lhe um par de sapatos tigresa, entusiasmadíssima.



A minha mãe, com o ar mais sério e profundo do mundo.



Mãe Bxana: São ótimos. Se quiseres deslizar pelo poste de stripper.

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Fase 7: O fim (ou o início?)


Já gastámos as palavras pela rua, meu amor,
e o que nos ficou não chega
para afastar o frio de quatro paredes.
Gastámos tudo menos o silêncio.
Gastámos os olhos com o sal das lágrimas,
gastámos as mãos à força de as apertarmos,
gastámos o relógio e as pedras das esquinas
em esperas inúteis.
Meto as mãos nas algibeiras e não encontro nada.
Antigamente tínhamos tanto para dar um ao outro;
era como se todas as coisas fossem minhas:
quanto mais te dava mais tinha para te dar.
Às vezes tu dizias: os teus olhos são peixes verdes.
E eu acreditava.
Acreditava,
porque ao teu lado
todas as coisas eram possíveis.
Mas isso era no tempo dos segredos,
era no tempo em que o teu corpo era um aquário,
era no tempo em que os meus olhos
eram realmente peixes verdes.
Hoje são apenas os meus olhos.
É pouco mas é verdade,
uns olhos como todos os outros.
Já gastámos as palavras.
Quando agora digo: meu amor,
já não se passa absolutamente nada.
E no entanto, antes das palavras gastas,
tenho a certeza
de que todas as coisas estremeciam
só de murmurar o teu nome
no silêncio do meu coração.
Não temos já nada para dar.
Dentro de tinão há nada que me peça água.
O passado é inútil como um trapo.
E já te disse: as palavras estão gastas.
Adeus.
Eugénio de Andrade

Um mês depois da oportunidade perdida, chegou a hora de seres livre deste mundo bxano.

Adeus.

A preparar-me para uma caminhada...

Eu, que sou cega, descubro centenas de coisas: a delicada simetria de uma folha, a casca suave de uma bétula, a cortiça áspera de um pinheiro. Eu, que não posso ver, aconselho aos que podem: usem seus olhos como se amanhã fossem perdê-los. Ouçam a música das vozes, a canção do pássaro e os sons poderosos da orquestra como se amanhã fossem ficar surdos. Toquem cada objecto como se amanhã fossem perder o tacto. Aspirem o perfume das flores e degustem cada bocado de alimento como se nunca mais pudessem degustar ou aspirar novamente. Extraiam o máximo possível de cada sentido. Glória a todos os aspectos, a todos os prazeres, a toda a beleza que o mundo nos revela!

Retirado de O espírito criativo, Daniel Goleman, Paul Kaufman, Michael Ray

domingo, 14 de setembro de 2008

Fase 6: Os amigos tentam animar

Saire com ux amiguex noitàta de jogatsanas e copes - hic - e Bxana - hic - tem amigues guduroses fixes e saberem qu' independente woman éqeé.

Fase 5: Tentar conversar


sexta-feira, 12 de setembro de 2008

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Fase 3: Prática

Eu e a minha mulher ficamos na dúvida entre tirar férias ou nos divorciarmos. Optamos pela segunda hipótese. Duas semanas no Caribe podem ser divertidas, mas um divórcio dura para sempre.

Woody Allen

terça-feira, 9 de setembro de 2008

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Certo? Certo.

O excesso de estudo provoca erro, confusão, melancolia, cólera e fastio.
Pietro Aretino

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Reminders modernos

Gosto tanto dele que mudei o seu nome na minha agenda do telemóvel.
Agora quando ele me liga, aparece no visor "Tomar Victan".

Qual a diferença entre uma dissolução e uma solução?

Uma dissolução seria meter um político num tanque de ácido para que se dissolva.

Uma solução seria metê-los a todos.

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Férias

Férias é sinónimo de vadiagem. Ficar em casa não é férias. É depressão. Por isso, na primeira semana lá rumei para os algarves, onde adormecia às 23:00 e acordava às 8:00 para ir para a praia. Mais ninguém fazia este horário. Ninguém, mesmo. Cheguei a ir uma noite ao Sasha (festa do reggae, man, Jah istá côm à gêntééé! – yaaaaac, não para Jah, paz e amor e tal, mas reggae não é a minha onda, vamos ser realistas, eu nem ganzas fumo), cheguei às 7:00 ao meu poiso, e sai às 8:00 para ir à praia.

Segunda semana – Baleal. Ideia brilhante – fomos 2 vezes à praia, mas nada se perde e tudo se transforma, nos outros dias em que choveu/fez frio/fez vento fomos passear e ver penhascos e falésias e outras coisas igualmente seguras, como comer tremoços e fazer concursos de arrotos. Se bem que era sempre o mesmo gajo a arrotar. A medalha de ouro já é tua, amigórc! Valeu a companhia e a PDL (para quem não sabe, é o código jurídico de “Ponta Delgada”, disse-me a Bunny, e também pode ser outra coisa, mas isto (ainda) é um blog decente e eu quero que continue assim. As noites eram fantásticas, ainda para mais porque eu adormecia sempre por volta da meia-noite, verdadeira menina de coro, enquanto os outros comportavam-se como pessoas normais em férias, e ficavam até altas horas da madrugada a beber chá e a fumar aloé vera, enquanto ouviam pela 49ª vez o “Wee-ooh wim-o-weh - Wee-ooh wim-o-weh” (Robert John – peça musical de grande calibre). Descobri o chá de vodka preta, e que tenho uma reacção alérgica na planta dos pés. Não há lontras no Baleal, apesar de eu me ter esforçado para as encontrar.

Terceira semana – Sábado, casamento do Dave e Sónita. Teve coro (cantámos a Marcha Nupcial), teve passadeira vermelha (tenho fotos!), teve bebidas alcoólicas, teve quarto de núpcias vandalizado por alguém que agora não interessa nada. Fotos minhas a encher a cama de açúcar e a fazer teias de papel higiénico – tudo fotomontagem.

Terceira semana - ...Urgh. Bem. Domingo. Birthday blues. Fiz 26 anos e decidi que a partir de agora só faço 25 anos e alguns meses. Ou seja, neste momento, tenho 25 anos, 12 meses e 4 dias. Almoço de família (tios, tios, primos, primos, primos, primos), jantar de amigos que inclui os noivos que ainda me falam, apesar da história do quarto forrado a papel higiénico e pasta de dentes. Se bem que eu não tiva nada a ver com isso.

Melhor presente: “– Parabéns pelos 18 aninhos!”, by meu tio.
Pior presente: Uma parede veio contra a porta esquerda do meu carro.
Odeio paredes que se mexem.

Fotos assim que for possível.
Visto que ainda estou à espera das fotos do ano passado, pode ser que demore...

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Catano

Eu era muito mais feliz quando era uma besta sem coração.

Férias

São boas, não foram?

quarta-feira, 30 de julho de 2008

Miau revoir!

E pronto, chegou (finalmente) a minha vez. Dezoito fabulosos dias por fora cá dentro, sendo que, quando voltar, já venho um aninho mais velha, fui ao primeiro casório de um membro do meu mais louco grupo de amigos (leia-se, primeiro casório dentro do grupo, não o primeiro casório do indivíduo, a quem desejo muitas felicidades e longevidade!) e espero vir com um leve bronzeado. Coisita pouca, já que sou meio albina.
Bom solinho a todos! Miaus!


Me = Bxn

Para saberem mais sobre mim, enquanto estou a queimar a paciência a alguém por esse Portugal fora!!!




You Are Very Skeptical



Your personal motto is: "Prove it."

While some ideas, like life after death, may seem nice...

You aren't going to believe them simply because it feels good.

You let science and facts be your guide... Even if it means you don't share the beliefs of those around you.






You Are Pretty Charming



While you're not a natural charmer, you can be charming when you want to be.

And lucky for those around you, you usually feel like turning on the charm.



You project a happy, calm image - even when you're feeling the exact opposite.

You make people feel great about being around you... though you're not always up for putting in the effort.






You Are 82% Manic



You're not just manic ... you're a complete maniac!

You never stop to do anything, including think things through.

While your mania is definitely a wild ride, maybe you should consider pacing yourself.

segunda-feira, 28 de julho de 2008

domingo, 20 de julho de 2008

Pause





A Bouvier till her wedding day
Shots rang out the police came
Mama layed me on the front lawn
And prayed for Jackie's strength
Feeling old by 21
Never thought my day would come
My bridesmaids getting laid
I pray for Jackie's strength
Make me laugh
Say you know what you want
You said we were the real thing
So I show you some more and I learn
What black magic can do
Make me laugh
Say you know you can turn
Me into the real thing
So I show you some more and I learn

Stickers licked on lunch boxes
Worshipping David Cassidy
Yeah I mooned him once
On Donna's box
She's still in recovery
Sleep-overs Beene's got some pot
You're only popular with anorexia
So I turn myself inside out
In hope someone will see
Make me laugh
Say you know what you want
You said we were the real thing
So I show you some more and I learn
What black magic can do
Make me laugh
Say you know you can turn
Me into the real thing
So I show you some more and I learn

I got lost on my wedding day
Typical, the police came
But virgins always get backstage
No matter what they've got to say
If you love enough you'll lie a lot
Guess they did in Camelot
Mama's waiting on my front lawn
I pray
I pray
I pray for Jackie's strength - strength*


*Tori Amos, Jackie's Strength

quarta-feira, 9 de julho de 2008

Mais um estudo feito nos States

O cão mais perigoso do mundo é o salsicha.

Mentira. Mentira. O cão mais perigoso do mundo é o caniche da minha vizinha do rés-do-chão. Ainda no outro dia vi-o a destruir um chinelo com ares de verdadeiro anti-cristo.

O meu ídolo

1. Diz Maria Filomena Mónica, essa pessoa espectacularmente inteligente, acerca do Ensino Público actual:
«Antes do 25 de Abril só 20 por cento dos alunos prosseguia os estudos para além da quarta classe; a «mortalidade» estudantil era muito elevada». «Essa injustiça foi reduzida» em 1974, mas «criou uma escolaridade que não prima pela exigência: os professores não incentivam, não estimulam. São ensinados a ter pena dos pobres e consideram que esses não podem prosseguir os estudos para serem médicos. Este tipo de ensino veio travar a ascensão social dos mais pobres».
Parte disto é verdade, outra parte não.
A verdade é que a Maria Filonema Mónica tem pena dos pobres. E dos pinguins no Ártico. E do Calimero. E aposto que chorou quando se apercebeu que a mãe do Bambi não ia voltar.
A mentira é que, de facto, os meus professores não me apoiaram a prosseguir os estudos para medicina, mas acho que isso se deve ao facto de eu ter escolhido humanindades.
2. Continua a dar-lhe a grande Maria Filomena Mónica: «O que o 25 de Abril fez aos filhos dos pobres foi tirar-lhes a única hipótese de eles poderem ascender socialmente».
Sim, porque antes isso acontecia, assim, resmas de vezes. O Diário de Notícias até tinha uma coluna do socialite, cujo título era "Veja quem esta semana subiu de escalão".

quinta-feira, 3 de julho de 2008

Sim, está bem...

Sócrates acredita no crescimento económico.

Em termos de crenças, eu cá sou mais para o agnóstico...


domingo, 29 de junho de 2008

Vai um copinho?

Fui almoçar com os meus pais à Adega Velha, em Mourão. Já algum tempo que me tinham falado maravilhas do restaurante, que havia por lá pessoal que depois de almoço se metia na pinga e começavam a entoar os cantares alentejanos. " - É mesmo muito bom!", diz o meu pai, enquanto lá me convence a ir almoçar a um cantinho cheio de possíveis futuros candidatos a membros dos AA. A verdade é que gostei. O sítio é diferente, não sei se escapava a uma visitinha da Asae, mas é... diferente. E giro. E pronto, gostei.
Um dos pontos altos foi quando o meu pai me perguntou:
" - Estás a ver ali aquele rádio castanho?"

E aponta para aqui:


" - Claro. O castanho. Sim, estou a ver..."


O outro ponto alto foi quando o Sr.-Dono-Do-Restaurante, simpático e bonacheirão, vem ter comigo, de copinho do branco na mão, e me pergunta:

" - Então você está a beber água? Andam uns pais a criar uma filha para isto..."

Ainda por cima os meus pais são da zona de Pegões, e eu nem sequer gosto de vinho. Sou a vergonha da família, eu sei.
Bem, deixo-vos com mais alguma fotos desta espécie de Pavilhão Chinês, mas versão alentejana.




sexta-feira, 27 de junho de 2008

Cool cats & friends

Alô!
Graças à fantástica Le Rachelet, descobri este site.
Eis algumas pérolas:


























© Sete Vidas - Template by Blogger Sablonlari - Header image by Deviantart